Salte para o Dia 1 | Dia 2 | Dia 3 | Dia 4 | Dia 5 | Dia 6 | Dia 7, da Viagem a Nova Iorque

Roteiro: 5th Avenue, Rockefeller Center, MoMA Museum, Times Square

Ontem despedi-me de Times Square à noite… ainda aqui estou e já sinto tantas saudades…
Subimos as escadas “vermelhas”… desfrutei, apreciei, ouvi a cidade, as pessoas, vi os comportamentos destas… delicioso de ver, pois consegue-se perfeitamente perceber quem acabou de chegar a NYC pela euforia e excitação que transmitem!!
Como eu os percebo. É uma sensação indescritível, que por momentos nos perguntamos se é real!!

Estavam a finalizar a montagem de uma obra de arte em forma de um “X”, com estrutura em alumínio brilhante que evoca o Amor interpessoal e cívico, bem como as pessoas que “interagem” diariamente em Times Square.
Ficou inserido na encruzilhada mais famosa do mundo… no centro do Mundo.
Possui dois planos de alumínio que se cruzam com aberturas arredondadas e quando observado de diferentes ângulos, surge em forma de coração… as pessoas vão poder explorar a estrutura por todos os lados e até mesmo por baixo.
Hoje a noite pode ser longa… não quero que acabe…

Acordar, sair para tomar pequeno almoço, voltar ao hotel, “encerrar” as malas. Check-out realizado de uma forma super sónica para “não sentir” a derradeira contagem decrescente… apenas sentir os -9º que se faziam sentir nas adoráveis ruas de NYC!!

Começamos a nossa despedida a pé e a subir a 5th Avenue…

5th Avenue, principal artéria da cidade, símbolo de riqueza, é a avenida surpreendentemente mais movimentada de Manhattan. Das melhores ruas para fazer compras no mundo, no entanto também uma das mais caras… aqui só é preciso ter dinheiro e gosto para apreciar tamanha beleza.

Fundada por Joseph Winston Herbert Hopkins, esta avenida divide as ruas do leste e do oeste de Manhattan.
De apenas um sentido é também alvo do trânsito da Downtown de Manhattan.
Denominada como Fashion Avenue, no entanto a verdadeira Fashion Avenue na minha opinião, é sem dúvida alguma a 7th Avenue.

Ao subirmos a 5th Avenue, encontramos as atracões turísticas mais famosas, com toda a sua componente cultural, histórica e comercial como vos relatei algumas vezes durante estes dias… Empire State Building, Rockefeller Center, Saint Patrick’s Cathedral, Solomon Guggenheim Museum, mansões milionárias transformadas em lojas de Grife, Abercrombie & Fitch, Victoria’s Secret…

Foi precisamente em frente a esta que eu e o MM tivemos um dos nossos momentos mágicos… o nevão que tanto o MM idealizou ainda em Portugal para fotografar o Central Park todo de branco… Aconteceu, foi cena de filme mesmo, aliás esta avenida proporcionou-nos uma cena verdadeiramente “cinematográfica,” mas real!! A força do “Acreditar” é fenomenal!!

Esta zona comercial é a que se encontra mais próxima do Central Park.
Aí encontramos a mais cobiçada loja de consumo americano… Apple Store, que neste momento não está com o seu design fabuloso e habitual, uma vez que se encontra em obras.
Dentro desta é o consumismo puro e estratégico de gadgets com os colaboradores de bandejas rectangulares a vaguearem pela loja a dar-nos a “provar” de tudo, como de um chocolate se tratasse!! Aqui a única coisa gratuita e “Free” é mesmo a conexão à net. Apetece-nos trazer tudo!!
É o verdadeiro sonho Americano…

“Toque cultural” como diz o MM… MoMA, um desafio para mim e desde já superado pois consegui que este entrasse dentro do museu…uma vez que esta visita pode levar algumas horas, apesar de termos o tempo bem gerido, vamos ver como é que ele vai sentir tanta arte!!

O Museum of Modern Art (MoMA), é um dos museus mais conhecidos na cidade de NYC, fundado em 1929 como uma instituição educacional. Hoje em dia tornou-se num dos mais famosos e importantes museus da arte moderna do mundo. Bem localizado, um local sublime com toda a primazia para apreciar, quer obras modernas quer contemporâneas.

O museu está dividido em vários departamentos como Filmes e Vídeos, Fotografia, Pintura, Escultura, entre outros …
MoMA para nós foi uma experiência indescritível!!

Pudemos desfrutar de grandes quadros dos artistas mais famosos como Van Gogh (A Noite Estrelada), Matisse (The Dance Prints), Kandinsky, Pablo Picasso (Les Demoiselles d´Avignon), Salvador Dali (Persistência da Memoria), Frida Kahlo (Self-Portrait With Cropped Hair), Monet (Water Lilies)… absolutamente maravilhoso, ao vivo e a cores!!
Este museu é simplesmente a “casa” de algumas das maiores obras da história da arte, nomeadamente do modernismo europeu.
Valeu a pena sem dúvida alguma pela tamanha diversidade de experiências que nos fazem fazer pensar, nos “quês” e “porquês”, quem somos e para onde vamos, até à mais pura e dura realidade do dia a dia… a rotina quotidiana!! Parabéns MM, superaste as expectativas!!

Almoço tranquilo no “Le Pain Quotidien”, na 7th Avenue, já conhecíamos e quisemos voltar pelo ambiente envolvente, relaxante e qualidade dos magníficos Brunches, que fazemos questão de acompanhar com chá de jasmim servido em taça.
Agora já com um discurso e sentimento durante o almoço de retrospectiva e memória das experiências vividas e de como fomos tão bem recebidos e aconchegados por “ela”…

Chegámos a Times Square… ambos sabíamos que aí seria a recta final… curiosamente não demonstramos um ao outro, qualquer sinal de fraqueza, mas estava a doer, não pelas vezes que o MM já veio a NYC e já foram algumas, mas porque esta foi especial para ambos.

Arriscámos sem receios, ultrapassámos “barreiras humanas”, que não acreditavam e não tivemos “medo” de voltar ao lugar onde já fomos felizes, para ainda assim provarmos que conseguimos ser muito mais… os momentos da Vida são isto “adocicado” com um toque supremo de cumplicidade, simplicidade… e persistência, de nunca desistirmos de “nós”.
Começamos aí e acabamos aí, foi o combinado…
Vou pedir para embrulhar “NYC” e vou levá-la para casa!!
Começámos andar em direcção ao Hotel, a deixar Times Square , não queria olhar para trás… antes de virarmos para a 42st, vacilei, não consegui fazer o “impossível”… ainda estamos aqui, e pedi ao MM para parar um pouco e despedir-me, “só eu e ela”, as saudades já apertam no peito… ainda bem que o MM não é um “sentimentalão”… é também aqui que nos completamos na plenitude, pois tem sempre a capacidade de me fazer rir e consegue sempre dar a volta, mesmo em alturas difíceis para mim, como esta… vai ficar só para nós o que me disse para sorrir!!
Queremos sonhar, viver e recordarmo-nos “dela” e desta viagem como se fosse o aqui e agora… sempre!!
Vamos voltar para “as nossas vozes tão queridas”, aquelas que nos fazem mover na nossa verdadeira realidade… Back to Life , Back to Reality!!
Esta viagem deixou-nos sem palavras, mas com o coração, alma, e espírito em êxtase!! Até já…
Venha a próxima, pois isto foi apenas mais um começo!!

Hold the line, does anybody want to take it anymore?
The show must go on
The show must go on, yeah
Inside my heart is breaking
My make-up Bay me flaking
But my smile still stays on

“The Show Must Go On”, Queen

@patrinica